Pai de Eloá ainda pertence aos quadros da PM de AL http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/10/21/pai_de_eloa_nega_assassinato_mas_confessa_que_fugiu_da_policia_2059723.html target=_topPai de Eloá nega assassinato, mas confessa que fugiu da polícia" / Pai de Eloá ainda pertence aos quadros da PM de AL http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/10/21/pai_de_eloa_nega_assassinato_mas_confessa_que_fugiu_da_policia_2059723.html target=_topPai de Eloá nega assassinato, mas confessa que fugiu da polícia" /

Inquérito da Polícia Civil indicia Lindemberg e pai de Eloá

SÃO PAULO - O ex-cabo da PM Everaldo Pereira, pai de Eloá Cristina, morta pelo ex-namorado Lindemberg Alves, de 22 anos, após ser mantida refém por 100 horas, foi indiciado nesta sexta-feira por falsidade ideológica e posse ilegal de arma, segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP). O inquérito também indicia Lindemberg. Caso seja condenado, o sequestrador pode pegar uma pena de até 60 anos de reclusão. http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/10/24/pai_de_eloa_ainda_pertence_aos_quadros_da_pm_de_al_2068227.html target=_topPai de Eloá ainda pertence aos quadros da PM de AL http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/10/21/pai_de_eloa_nega_assassinato_mas_confessa_que_fugiu_da_policia_2059723.html target=_topPai de Eloá nega assassinato, mas confessa que fugiu da polícia

Redação com Agência Estado |

Acordo Ortográfico

O titular do 6º DP de Santo André, Sérgio Luttzia, pede o indiciamento de Alves por homicídio doloso duplamente qualificado (por motivo torpe e sem chance de defesa para a vítima) e periclitação de vida (ele disparou várias vezes contra as imediações do residencial).

Lindemberg Alves, preso na Penitenciária de Tremembé, no interior paulista, também responderá por cárcere privado de quatro pessoas, porte ilegal, duas tentativas de homicídio - contra Nayara Silva, de 15 anos, e o PM Atos Valeriano, que iniciou a negociação com o sequestrador, na segunda-feira.

Everaldo Pereira é acusado de ser um dos assassinos do delegado Ricardo Lessa, crime ocorrido em outubro de 1991, em Maceió. Ele também é suspeito de integrar a  "gangue fardada", responsável por vários crimes de pistolagem, roubos de carros e assaltos em Alagoas. O grupo agia sob o comando do ex-tenente-coronel Manoel Cavalcante, que cumpre pena no presídio militar do Rio de Janeiro.

Segundo o promotor Luiz Vasconcelos, Everaldo teve um pedido de prisão reeditado em 21 de julho de 2008, pelo juiz Geraldo Amorim, da 9ª Vara Criminal do Fórum de Maceió. A decisão tem ligação direta com o do ex-diretor da Polícia Civil Ricardo Lessa.

Falsidade Ideológica

Everaldo Pereira residia em Maceió quando deixou a capital alagoana com a família e seguiu para o ABC paulista, onde utilizava documentos falsos, e assumiu a identidade de Aldo José da Silva.

Ele afirmou que, no segundo dia de sequestro da filha, já sabia que as informações sobre seu passado haviam vazado para a polícia de São Paulo e decidiu fugir.

Na semana passada, o ex-cabo da PM , um irmão de Eloá e um parente da família procuraram o advogado Ademar Gomes, que faz a defesa do acusado. A Polícia Civil realizou nesta sexta-feira buscas em toda a cidade de Santo André, na tentativa de encontrá-lo.

Inquérito

Ao receber o inquérito, o promotor, Antônio Folgado, disse que aguarda "uma condenação mínima de 25 anos do seqüestrador". Ele reiterou que o fato de ter havido ou não um disparo não afetará em nada a denúncia, que deve ocorrer até quinta-feira.

Na investigação, composta por 26 depoimentos, não consta o laudo que mostra se houve ou não um disparo do sequestrador antes da invasão do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate). A Corregedoria da PM abriu uma investigação para apurar se houve irregularidade.

Leia também:

    Leia tudo sobre: sequestroseqüestro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG