Inglês é detido com mil aranhas na mala em aeroporto do Rio

RIO (Reuters) - Um inglês foi preso no aeroporto internacional do Rio ao tentar embarcar com mil aranhas vivas escondidas em duas malas, confirmou nesta quinta-feira a Polícia Federal. As aranhas estavam em pequenas caixas brancas que eram transportadas pelo turista em duas malas.

Reuters |

O comércio ilegal de animais é crime, e o estrangeiro pode ter que pagar uma multa de 4 milhões de reais com base na lei ambiental.

"Nunca vi nada igual, é um transporte inusitado e jamais pensei que alguém pudesse tentar fazer isso sabendo que haveria raio X das malas", disse à Reuters um agente da PF, que participou da apreensão.

Para o delegado Rafael Andreata, essa foi a maior apreensão de animais silvestres no aeroporto internacional do Galeão.

O inglês, cuja identidade não foi revelada, vai responder processo por tráfico de animais silvestres e a pena prevista é de 6 meses a um ano de prisão.

O homem, que ainda está no país, vai responder pelo crime em liberdade.

A preensão da Polícia Federal foi feita na quarta-feira pelos agentes do aeroporto, mas só foi comunicada nesta quinta-feira.

O Ibama foi acionado para acompanhar a apreensão e levar as aranhas para um local seguro. As aranhas apreendidas serão levadas para o Museu Nacional e passarão por uma perícia e posteriormente catalogadas de acordo com as espécies.

(Por Rodrigo Viga Gaier)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG