Inglaterra quer vigiar saída de brasileiros em Cumbica

Brasília - O governo britânico quer impor, a partir de 2009, aos brasileiros a necessidade de visto de entrada e admite até criar um constrangimento diplomático para que isso ocorra. Conforme adiantou o jornal O Estado de S. Paulo, o primeiro passo foi dado há dois meses, quando o Brasil foi colocado, sem nenhuma negociação prévia, numa lista de países suspeitos - pelo alto índice de imigrantes ilegais ou de outros crimes.

Agência Estado |

O Reino Unido exige ainda que o País aceite "mecanismos de mitigação", como colocar um policial britânico na imigração do Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos.

Esse "oficial de ligação internacional" daria treinamento às companhias aéreas sobre passaportes e identificação de fraudes. Exige-se também que as agências de turismo, para que não funcionem como "facilitadoras" de ilegais, entrevistem os clientes e não vendam passagens a quem apresentar indícios de que não seja um "visitante genuíno" - empresário, turista ou estudante.

No dia 3 de julho, em carta entregue pessoalmente pelo embaixador Peter Collecott aos ministros Celso Amorim (Itamaraty) e Tarso Genro (Justiça), o governo britânico explicita a ameaça. "A menos que trabalhemos juntos nos próximos seis meses, não teremos outra opção a não ser introduzir um regime de vistos para o Brasil."

Na carta assinada pelos ministros das Relações Exteriores, David Miliband, e do Interior, Jacqui Smith, o governo britânico diz que "está seriamente preocupado" com o número de brasileiros "que permanecem além do permitido e/ou trabalham ilegalmente no Reino Unido". Por causa desse diagnóstico, dentro de uma política que analisa países segundo critérios como imigração, criminalidade, terrorismo e outros riscos de deslocamento, Londres incluiu o Brasil em um "estágio probatório" de seis meses, o Visa Waiver Test.

A carta afirma que devem existir "150 mil ilegais brasileiros na Grã-Bretanha". Em 2006, segundo o Itamaraty, 5 mil brasileiros foram impedidos de entrar no Reino Unido. Em números redondos, o Brasil tem hoje 4 milhões de cidadãos imigrantes - ante 870 mil estrangeiros que residem aqui. Do total de imigrantes brasileiros, 1,5 milhão deles vivem nos Estados Unidos, 400 mil no Paraguai, 400 mil no Japão e a maioria dos demais na União Européia (UE), no Canadá e na Austrália. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. (AE).

Leia mais sobre: imigração

    Leia tudo sobre: imigração

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG