RECIFE ¿ A assessoria de comunicação do Hospital das Clínicas (HC) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) informou nesta terça-feira que a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal encontra-se interditada desde a última sexta-feira (9). O problema é que o espaço só tem capacidade para comportar 10 internados, mas está superlotado, com 12 recém-nascidos. Para completar a situação, uma infecção generalizada foi disseminada entre seis dos 12 pacientes.

A informação é de que os bebês contraíram a infecção justamente por conta da lotação no hospital, que fez com que os berços ficassem mais próximos.

De acordo com a assessoria da unidade, o estado de saúde dos infectados é estável e eles têm recebido o tratamento por meio de antibióticos. O hospital ainda informou que os bebês que não foram contaminados correm riscos, pois já foi confirmado que não vão sair do hospital.

AE

Seis dos doze recém-nascidos da UTI neonatal do UFPE contraíram a infecção

Segundo a assessoria, a UTI só poderá receber novos pacientes depois que a infecção for controlada e o número de atendidos reduzido. Como o caso é de irregularidade, coube a Agência de Vigilância Sanitária de Pernambuco (Apevisa) fazer a fiscalização e solicitar a interdição do local.

O Hospital das Clínicas é um estabelecimento universitário, público, certificado junto aos Ministérios da Educação e da Saúde, atendendo aos pacientes essencialmente através do Sistema Único de Saúde (SUS).

*Com informações de Raphael Guerra, da Folha de Pernambuco

Leia mais sobre: infecção hospitalar

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.