Indonésia bloqueia sites que difundem filme holandês contra Islã

Os provedores indonésios de acesso à internet começaram a bloquear páginas ou blogs que tenham divulgado o filme contra o Islã produzido pelo deputado holandês de extrema direita Geert Wilders, informou a presidente da Associação de Provedores de Serviços da Internet, Sylvia Sumarlin.

AFP |

O vídeo foi disponibilizado em um primeiro momento no site britânico liveleak.com, antes de passar para o popular YouTube.

Sumarlin disse ao site de informações detikcom que o acesso ao YouTube foi bloqueado, embora não tenha garantido que estivesse cortado em todo o país.

O filme intitulado "Fitna", que significa divisão no Islã, ainda podia ser visto no YouTube em alguns provedores neste sábado.

Esta semana, o governo indonésio pediu em uma carta enviada ao site de vídeos para que deixasse de divulgar o filme, que associa o Islã ao terrorismo.

Na carta, o ministério considerava que o filme "poderia perturbar a harmonia religiosa e civil em nível global", embora não mencionasse especificamente o Youtube.

O presidente indonésio, Susilo Bambang Yudhoyono, proibiu nesta semana a entrada de Geert Wilders no país, e pediu calma à população. Na quarta-feira, dezenas de estudantes atacaram o consulado holandês da cidade de Medan (oeste), queimando uma bandeira e provocando danos materiais.

nsh/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG