Um grupo de 80 índios voltou hoje a invadir a área de onde foi despejado pela Polícia Militar (PM), em Miranda, no Pantanal de Mato Grosso do Sul. Segundo o proprietário do Sítio Boa Vista, Nilton Dias Miranda, o caso foi comunicado à Justiça.

Dias Miranda afirmou esperar que a ordem de despejo executada anteriormente poderá valer para essa nova invasão. Na primeira ocupação, os índios da etnia terena enfrentaram hoje um pelotão composto por 60 soldados da Polícia Militar.

Os indígenas estavam armados com arco, flecha, tacapes e pedras. Os policiais reagiram atirando com balas de borracha e explodindo bombas de gás lacrimogêneo. O confronto deixou feridos seis indígenas e um PM. Os nativos alegam que a área do sítio, de 55 hectares (550 mil metros quadrados), é dos antepassados deles porque está dentro da Aldeia Passarinho, onde vivem.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.