Índios libertam funcionários mantidos reféns no PR

Os três funcionários Companhia Paranaense de Energia (Copel) mantidos reféns pelos índios caingangues na reserva indígena Barão de Antonina, em São Jerônimo da Serra, no norte do Paraná, foram libertados na noite de ontem após negociações. Valmiron Quintanilha e seu irmão, José Almir Torres Quintanilha, funcionários de uma empresa que presta serviços para a Copel, foram retidos na aldeia na última quinta-feira, enquanto faziam trabalhos de manutenção de rotina na linha de transmissão.

Agência Estado |

Já o sociólogo Alexandre Húngaro da Silva, dos quadros da Copel, foi retido à tarde, ao tentar interceder com as lideranças da comunidade em favor da liberação dos dois irmãos. Segundo a Agência de Notícias do Governo do Paraná, a liberação dos funcionários foi possível após um pedido dos índios, que solicitavam uma antecipação da reunião marcada para amanhã entre a empresa, a Fundação Nacional do Índio (Funai) e o Ministério Público Federal. A reunião pode ser antecipada para a tarde de hoje, de acordo com a empresa.

De acordo com a assessoria da Copel, os três funcionários foram liberados sem ferimentos. Os três disseram terem sido bem tratados durante o confinamento na reserva. Os índios, de acordo com a Copel, pedem um aumento no valor de indenização já negociado com a empresa. Os caingangues solicitam R$ 3,5 milhões de indenização pelo impacto ambiental causado por uma linha de transmissão de energia da Copel que passa pela área.

O encontro no MPF, em Londrina, dará prosseguimento a um processo de negociação instalado há pelo menos três anos que discute um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre a Copel e a comunidade indígena. Esse documento visa estabelecer a indenização e as formas de compensação por impactos econômicos, culturais e ambientais decorrentes da instalação e operação de uma linha de transmissão construída em 1966 pela Copel. A linha, em 230 mil volts, liga a subestação da Usina Termelétrica de Figueira à de Apucarana e percorre por cerca de 10 km uma faixa de terra pertencente à reserva.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG