Índios devem voltar a bloquear acesso à Raposa Serra do Sol no fim da tarde

BRASÍLIA - O acordo entre a Polícia Federal (PF), índios e arrozeiros para a liberação do acesso à Terra Indígena Raposa Serra do Sol encerra-se nesta quinta-feita, às 18h. Segundo o coordenador de Projetos da Comunidade Raposa Serra do Sol, ligado ao Conselho Indígena de Roraima (CIR), o macuxi Jaci José de Souza, os índios aceitaram liberar a via apenas para os arrozeiros retirarem a produção da Fazenda Depósito, localizada dentro da reserva. O caminho está interditado desde ontem pelos indígenas.

Agência Brasil |

Às 18h, a comunidade vai fechar [a estrada]. Estamos fiscalizando, olhando os arrozeiros tirar o arroz. Amanhã, a comunidade continua levantando suas casas dentro da área deles, mas fora da área cercada da fazenda, informou o representante indígena em entrevista à Agência Brasil.

Em Brasília, o líder dos arrozeiros da Terra Indígena Raposa Serra do Sol e prefeito de Pacaraima (RR), Paulo César Quartiero, aguarda a definição da Justiça sobre o caso. Segundo a assessoria de imprensa do Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região, o comunicado sobre a prisão em flagrante de Quartiero foi recebido, por fax, na tarde de ontem. Agora, o processo será distribuído a um dos desembargadores da corte.

O prefeito foi trazido a Brasília porque tem foro privilegiado e só pode ser julgado em tribunal federal. Segundo a PF, a Justiça pode requerer que ele preste depoimento na capital federal. O advogado do líder dos arrozeiros, Victor Fagundes, afirmou que daria entrada ontem no requerimento de liberdade provisória (habeas-corpus). Ele não foi localizado hoje para confirmar o pedido. 

    Leia tudo sobre: raposa serra do sol

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG