Incidência de dengue entre crianças no Rio cai e fica igual à de adultos

RIO DE JANEIRO - A incidência de dengue entre crianças diminuiu nas duas últimas semanas na capital fluminense e hoje está em um caso para cada ocorrência entre adultos. Antes, a porcentagem era de sete crianças para cada adulto, segundo informou nesta segunda-feira o secretário municipal de Saúde, Jacob Kligerman, ao participar do simpósio Dengue no Município do Rio de Janeiro. O encontro discute estratégias de combate e prevenção à dengue, inclusive para o ano que vem.

Agência Brasil |


Segundo Jacob Kligerman, a secretaria está avaliando as medidas adotadas em alguns bairros, como Jacarepaguá, na zona oeste, que registra o maior número de casos. O que aconteceu no bairro é uma incógnita. Investimos muito nele com medidas de prevenção à dengue, inclusive ele foi palco de várias competições dos Jogos Pan-Americanos.

Só neste ano, já foram registrados mais de 110 mil casos de dengue no estado do Rio, sendo 60 mil na capital. Noventa e cinco pessoas morreram vítimas da doença no estado e 58 na capital.

Médico de Cuba

O médico cubano Eric Martínez Torres, consultor em dengue da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), está no Rio para acompanhar as ações de combate à doença na cidade. Ele também participa do seminário promovido pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e nos próximos dois dias visitará hospitais.

"Cuba teve o triste privilégio de ser o primeiro país na América Latina a ter uma epidemia de dengue hemorrágica, há 27 anos. A dengue é um problema de saúde pública para toda a América Latina", afirmou o especialista.

Leia também:

Leia mais sobre: dengue

    Leia tudo sobre: dengue

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG