PATOS DE MINAS - Um incêndio provocado por suspostos bandidos, na noite de quinta-feira, destruiu parte da prefeitura de Patos de Minas, em Minas Gerais. Conforme a Secretaria de Estado e Defesa Social, todos os documentos de prestação de contas e licitações do município foram queimados, além de imóveis.

De acordo com a Polícia Militar, o vigia O.A. A., de 59 anos, foi encontrado por funcionários da própria prefeitura, por volta das 23h, amordaçado em um banheiro. Ele alegou que dois homens armados com facas invadiram o local, renderam-no e o levaram até o banheiro. Em seguida, ele afirmou à polícia que ouviu os estrondos.

O tentente do Corpo de Bombeiros Arthur Fábio Ferreira disse que a corporação foi acionada por volta das 23h30 e, quando chegou, encontrou o prédio em chamas. O 3º andar foi o mais danificado. "No 3º piso havia labaredas de grande porte, mas o 2º e o 1º também foram atingidos", afirmou.

Oito homens e quatro viaturas foram mobilizados para a operação de combate às chamas, que levou cerca de 2 horas. "Fora usados 16 mil litros de água para conter o incêndio. Depois, o trabalho de rescaldo durou mais duas horas", contou o tenente.

A Secretaria de Estado de Defesa Social informou que uma equipe da polícia técnico-científica saiu de Belo Horizonte e irá averiguara as causas do incêndio em Patos de Minas.

Leia mais sobre: incêndio

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.