Incêndio atinge CDP de Ribeirão Preto-SP durante motim

Um incêndio teve início hoje no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, durante rebelião de presos. A fumaça cobriu o prédio e um helicóptero da Polícia Militar (PM) sobrevoou a região.

Agência Estado |

Parentes e amigos de detentos estavam do lado de fora do CDP, sem informações. A advogada Ana Paula Vargas de Melo, da Comissão de Direitos Humanos da subsecção de Ribeirão da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), disse que não foi permitido pela direção do centro o acesso para tentar negociar o fim da revolta.

Segundo Ana Paula, a liberação de um agente penitenciário feito refém poderia ser possível com a negociação. O levante começou por que os presos teriam ficado revoltados com o corte pela metade da entrega do "jumbo" (alimentos levados pelos parentes). Estariam feridos três detentos. O CDP tem capacidade para 768 presos e estaria com cerca de 1,1 mil. Em 10 de março, dois presos foram mortos no local.

Rebelião em Osasco

Presos do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Osasco, na Grande São Paulo, iniciaram uma rebelião por volta das 15h30 de hoje. Segundo informações da Polícia Militar, que enviou 20 equipes à unidade, há feridos no local.

Apesar de a Secretaria de Administração Penitenciária ter informado que o motim acabou sem feridos nem danos ao patrimônio público, a Polícia Militar afirmou que os presos continuavam rebelados.

Mais de 2 mil detentos cumprem pena na unidade. Os motivos da rebelião ainda não foram divulgados.

    Leia tudo sobre: cadeiarebeliãosão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG