Inauguração de painel no PMDB vira ato pró-Aécio

BRASÍLIA - O governador de Minas Gerais, Aécio neves (PSDB), participou, na noite desta quarta-feira (9), da inauguração de um painel com fotos históricas do PMDB na liderança do partido na Câmara. O que deveria ser uma homenagem ao neto do ex-presidente Tancredo Neves, se transformou num grande ato de apelo pela filiação do tucano nos quadros do PMDB com vaga garantida para disputar a presidência da República.

Severino Motta - Último Segundo/Santafé Idéias |

"Espero que nos próximos encontros não seja mais um convidado especial tão ilustre, mas sim um companheiro", disse presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN). O líder do PMDB na Câmara, Henrique Alves (RN), foi além, dizendo que "o namoro começou, mas se vai dar casamento ou não só o tempo dirá".

Ele ainda comentou que um dos sonhos do ex-presidente Tancredo Neves seria ver o neto sendo eleito presidente da República pelo PMDB. "Sonho com esse momento", disse.

O grande homenageado, Aécio, revelou que tem conversado, e vai conversar muito, com os líderes do PMDB sobre o futuro do país. Quando questionado sobre a possibilidade de trocar de partido, o tucano desconversou, mas não chegou a negar categoricamente a possibilidade.

"Política é a arte de dar tempo ao tempo. Muitas vezes o que pensamos hoje, pela circunstância não ocorre no dia de amanhã. Eu queria participar, independente de que posição, de um projeto político em que o PMDB estivesse fortemente inserido", ponderou.

Dentro desse projeto, Aécio não descartou uma aliança entre PSDB e PMDB, o que, segundo ele, aconteceu, com êxito, durante o governo de Fernando Henrique Cardoso e em sua eleição para a presidência da Câmara dos Deputados. "Pode ter, como já teve, PMDB e PSDB".

Leia mais sobre: Aécio Neves

    Leia tudo sobre: aécio neves

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG