Impotência está entre grandes medos do brasileiro, aponta pesquisa

Pesquisa realizada pelo Projeto Sexualidade (ProSex), da Universidade de São Paulo (USP), mostrou que o brasileiro possui quatro grandes temores: a falta de ereção, a perda da libido, adoecer e a queda do poder aquisitivo. O estudo, conduzido pela professora Carmita Najjar Abdo, ouviu mais de 10 mil pessoas em 19 cidades.

Agência Estado |

De acordo com o médico Evandro Cunha, do Hospital Urológico de Brasília, o resultado ressalta a importância de uma vida sexual saudável e o peso da impotência para o homem.

A disfunção erétil atinge, em algum nível, cerca de 50% da população masculina entre 40 e 70 anos. Já a disfunção completa, na qual não se obtém ereção alguma, atinge 100 em cada mil homens. Se a questão já é delicada, tornar-se ainda mais complexa porque menos de 30% desses pacientes procuram ajuda médica. Segundo o urologista, o preconceito deve ser deixado de lado, pois quando diagnosticada precocemente, é mais fácil de ser tratada.

No aspecto fisiológico, problemas sistêmicos como síndrome metabólica, diabetes, hipertensão arterial, obesidade e alterações hormonais são os principais fatores desencadeadores. O diagnóstico engloba criteriosa avaliação clínica, exames laboratoriais como a dosagem de hormônios, avaliação dos vasos penianos, ecografia peniana, avaliação neurológica e avaliação psicológica.

A indicação de tratamento adequado depende desse diagnóstico e vai de reposição hormonal, medicamentos orais e, em alguns casos, implante de prótese peniana semi-rígida ou inflável. O suporte psicológico também é importante na etapa terapêutica, assim como o apoio da parceria.

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG