Mais sete corpos de vítimas de desabamentos de casas e da pousada Sankay, na Enseada do Bananal, em Ilha Grande, no Estado do Rio, chegaram esta tarde ao Instituto Médico Legal (IML) do Rio de Janeiro. São dois homens, três mulheres e duas crianças.

Suas idades não foram reveladas. Com a chegada das novas vítimas, o IML já recebeu 18 corpos, sendo que nove já foram reconhecidos.

Entre eles está a estudante universitária Yumi Faraci, de 18 anos, filha do dono da pousada, Geraldo Faraci, que sobreviveu à tragédia. De acordo com Antonio Faraci, tio de Yumi que a reconheceu, os pais da jovem já viajaram o corpo para Belo Horizonte (MG), onde reside sua família, para ser cremado.

Segundo Antonio, desde que a pousada foi inaugurada, em 1994, nada indicava que a área oferecesse qualquer risco. "Meu irmão jamais sentiu qualquer possibilidade de um acidente desse tipo. Foi uma tragédia da natureza", comentou. Ainda de acordo com o tio, Yumi, os pais e outras sete pessoas estavam na casa da família, ao lado da pousada, no momento do deslizamento. Havia uma área de lazer comum entre as construções.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.