Imaginário de Yves Saint-Laurent marca exposição no Rio, inédita no Brasil

RIO DE JANEIRO ¿ A partir desta terça-feira (26), a moda da África, Ásia e do leste europeu toma conta do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) do Rio de Janeiro. São croquis, manequins e vídeos projetados por Yves Saint Laurent e que integram a exposição Viagens Extraordinárias, uma amostra do que o icônico estilista francês, morto no ano passado, criou inspirado por culturas estrangeiras.

Redação |

Divulgação

Cróqui inspirado na China

O projeto da exposição no Rio foi aprovado pelo próprio Saint Laurent, após a bem-sucedida experiência realizada há três anos em Paris na Fundação Pierre Bergé ¿ YSL, criada em 2004 pelo empresário Bergé para preservar e divulgar a obra do estilista, que foi seu companheiro por cinco décadas.

Apesar do nome da mostra, as viagens a locais distantes, caso da Índia, Marrocos e Rússia, e outros nem tanto, como Espanha, se davam através da imaginação. "Saint Laurent nunca gostou de viajar", explica o organizador da mostra, o francês radicado no Rio Christophe Coffrant. Mesmo assim, o exotismo e riqueza desses lugares inspiraram o estilista ao longo de toda sua carreira, iniciada nos anos 1960.

"Ele não gostava tanto de sair. Para Saint Laurent, a obra era mais importante do que o homem", conta a baronesa Hélène de Ludinghausen, que trabalhou com ele por mais de 30 anos e veio ao Rio por conta da mostra.

Exibidos fora da França pela primeira vez, cerca de 50 figurinos estarão à disposição dos visitantes, acompanhados por mais de 240 acessórios, entre braceletes, colares, sapatos, chapéus e turbantes. Durante toda a semana passada, só três pessoas, entre elas o curador do acervo da fundação, Gael Mamine, organizaram o material, que veio acompanhado por um laudo técnico e precisou ser conferido detalhe por detalhe. "Tudo que está aqui é tratado como preciosidade, como uma escultura de Rodin ou um quadro de Rembrandt", diz Coffrant. A difícil execução se reflete no alto custo (estimado em R$ 1 milhão) e na complexidade de locomoção, deixando a mostra exclusiva aos cariocas.

Divulgação

Peça inspirada na África

A exposição também pretende abordar a relação de Saint Laurent com outras formas de arte além da moda, através de uma trilha sonora que inclui alguns dos compositores favoritos do estilista, como Berlioz, Debussy e Ravel, e uma cenografia criada a partir da paleta de cores mais utilizada por ele. A mostra ainda exibe com croquis e reproduções ampliadas, penduradas no teto, dos cartões de fim de ano enviados por Saint Laurente a amigos íntimos e clientes por mais de 40 anos.

Integrando as festividades do Ano da França no Brasil, "Viagens Extraordinárias tem entrada granca e segue aberta até 19 de julho, oferecendo oficinas de moda e outras atividades. "Não é só uma exposição de moda para especialistas, trata-se de mostrar uma França glamourosa através da forte personalidade de Yves Saint Laurent", explica Coffrant, ao ressaltar que o estilista é "toda uma lenda da cultura". "Junto com Channel e Dior, a figura de Saint Laurent é uma das mais conhecidas e respeitadas no Brasil."

* Com Agência Estado e EFE

Serviço ¿ "Yves Saint Laurent - Viagens Extraordinárias"
De 26 de maio a 19 de julho de 2009
Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro
Terça a domingo, das 10h às 21h
Entrada franca
Informações: (21) 3808-2020

Leia mais sobre: Yves Saint Laurent

    Leia tudo sobre: yves saint laurent

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG