O Estado do Rio de Janeiro foi condenado a indenizar em R$ 7 mil a igreja Evangélica Congregacional de Parque Modelo, em Niterói, região metropolitana do Rio. Após vários roubos e furtos, a igreja decidiu processar a administração pública, alegando perdas e danos, e obteve a indenização na Justiça.

De acordo com a acusação, em um recente arrombamento, todos os aparelhos eletrônicos e instrumentos musicais foram levados pelos criminosos e a polícia só chegou uma hora após ser acionada pelo telefone.

A procuradora-geral do Estado, Lúcia Léa Guimarães Tavares, anunciou que vai recorrer para reverter a decisão da 7ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça. De acordo com o relator do processo, o desembargador André Andrade, o Estado não comprovou que tenha intensificado o policiamento na região após as diversas ocorrências. "Não se trata de transformar o Estado em guardião onipresente , mas de responsabilizá-lo pela negligência na organização do serviço de segurança pública", escreveu o desembargador no acórdão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.