Idoso morre com suspeita de erro em transfusão no CE

Um idoso, de 93 anos, morreu no dia 10 após receber uma transfusão de sangue supostamente errada. O procedimento foi realizado alguns dias depois de ele passar por uma cirurgia no Hospital Geral de Fortaleza (HGF).

Agência Estado |

O Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce) responsável pela transfusão, confirmou que Joaquim Barbosa da Silva recebeu uma bolsa de sangue do tipo "B" positivo. Segundo familiares, o paciente tinha sangue "O" positivo. Uma funcionária do Hemoce, que já foi afastada, teria trocado a amostra de sangue do paciente com a de uma enfermeira do hospital.

Um laudo, com previsão para ser divulgado em 30 dias, deve confirmar se a morte ocorreu pela troca de sangue ou por outros motivos. Segundo a diretora-executiva do Hemoce, Luciana Carlos, um laudo preliminar apontou o choque séptico e pancreatite como a causa morte, não relacionando com a troca de sangue como motivo do óbito. Segundo o Hemoce, Silva estava internado havia 15 dias para se submeter a uma cirurgia de amputação da perna esquerda, resultado de uma trombose arterial. De acordo com Luciana, ele também estava com pneumonia dupla.

O hospital informou que o paciente já estava em uma enfermaria, após a cirurgia. Silva recebeu a transfusão de sangue cerca de dois dias depois da operação, devido a uma forte anemia. O idoso começou a passar mal e a desmaiar, até que foi internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG