Identificados três suspeitos de matar instrutor em SP

A polícia identificou três dos seis acusados de assassinar, em 2 de junho, o instrutor de capoeira Ludmar Aparecido de Andrade, de 29 anos, na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Cidade Tiradentes, na zona leste de São Paulo: Luís de França e Silva Neto, José Carlos Arlindo Junior e Rafael Aparecido dos Santos. Eles permanecem foragidos, segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP).

Agência Estado |

Na semana passada, a polícia deteve a companheira de Ludmar, Rosana Soraggi, e o pai-de-santo Francisco Tavares Tevez Neto. Os dois tiveram a prisão preventiva decretada por, na companhia de Ludmar, terem supostamente atirado contra um adolescente de 15 anos, em 14 de maio. Ele teria tentado violentar a filha de Rosana. A atitude do trio teria revoltado os amigos do menor, que resolveram se vingar. Em 31 de maio, Ludmar foi encontrado baleado no porta-malas de um Monza por policiais. O instrutor foi internado no hospital, onde acabou morto a tiros dois dias depois por seis homens.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG