A Polícia de São José do Rio Preto, a 440 km de São Paulo, identificou mais duas professoras que teriam agredido as crianças da creche Caminho do Futuro. Agora são cinco as profissionais acusadas de maus-tratos contra os menores da instituição.

Além delas, outras quatro professoras teriam sido coniventes com as agressões das colegas.

A direção da creche demitiu oito professoras e uma delas, por ser diretora do sindicato das professores, não pôde ser demitida, mas foi afastada das atividades.

Pais dos alunos se reuniram na noite de ontem com diretores da creche e assistiram pela primeira vez as cenas com as agressões, gravadas por câmeras instaladas na creche após as denúncias.

A delegada da Mulher, Dálice Ceron, recebeu o laudo comprovando as agressões e agora vai ouvir os pais das crianças para que identifiquem as agressoras. Depois disso, a delegada ouve as professoras acusadas, antes de remeter o inquérito para análise do Ministério Público.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.