Ideli faz campanha para eleger Tião Viana no Senado

O PT já está trabalhando para eleger o senador Tião Viana (PT-AC) presidente do Senado a partir do ano que vem. Embora o PMDB não tenha apresentado nenhum nome para suceder o senador Garibaldi Alves (PMDB-RN) no comando da Casa, a líder petista Ideli Salvatti (SC) entrou em campanha pela candidatura de Viana para fazer frente à movimentação de líderes peemedebistas que falam conquistar o comando das duas Casas do Congresso.

Agência Estado |

Em campanha no interior de Santa Catarina, Ideli disse hoje à Agência Estado , por telefone, que "o PT reconhece no PMDB uma grande força política cujo peso tem que ser levado em consideração, mas também tem a clareza de que não dá para ter as duas Casas do Congresso presididas pelo mesmo partido em uma coalizão em que o PMDB está muito bem aquinhoado". Ela lembrou que o PMDB da Câmara precisará dos votos do PT se quiser que o presidente do partido, deputado Michel Temer (SP), chegue à presidência da Casa.

"Queremos honrar o compromisso de eleger Temer na Câmara, mas também queremos reciprocidade no Senado", cobrou a líder petista. Ela afirmou que Tião Viana é um bom nome, porque tem trânsito em todas as bancadas e é representativo no PT. Ideli decidiu antecipar a campanha depois das declarações feitas ontem pelo líder peemedebista no Senado, Waldir Raupp (RO), em defesa da eleição de parlamentares do PMDB para presidir as duas Casas por ter o partido as duas maiores bancadas de deputados e de senadores.

A líder petista lembrou que "há poucos dias um grupo de peemedebistas visitou o ministro Edison Lobão (Minas e Energia) para sondá-lo sobre a possibilidade da volta dele ao Senado para disputar a presidência da Casa". "Ainda bem que ele tem bom senso e, entre o ministério com o petróleo do pré-sal e a presidência do Senado, ele ficou com o ministério", encerrou Ideli.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG