indícios de irregularidades na empresa estatal." / indícios de irregularidades na empresa estatal." /

Ideli e Tasso discutem durante a CPI da Petrobras

BRASÍLIA ¿ O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) saiu em defesa do TCU (Tribunal de Contas da União), que estava sendo questionado pela senadora Ideli Salvatti (PT-SC) na audiência desta terça-feira da CPI da Petrobras. Segundo ele, as discussões estavam desviando de seu foco ao indagar os métodos de apuração do tribunal e esquecendo de lado os http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2009/09/01/auditores+do+tcu+confirmam+sobrepreco+e+superfaturamento+em+refinaria+abreu+e+lima+8208904.htmlindícios de irregularidades na empresa estatal.

Christian Baines, repórter em Brasília |

Tasso classificou de "despropositados" os questionamentos da senadora a respeito da maneira como o órgão vem realizando suas investigações. Mais uma vez vai sobrar para o mordomo. (...) Esses questionamentos são despropositados e desnecessários. Estamos deixando de debater as investigações sobre a Petrobras, disse Tasso, comparando a posição do TCU a do caseiro Francenildo Costa no caso da quebra de sigilo bancário.

Ideli rebateu e pediu para o tucano não ridicularizar a sessão, pois estavam discutindo um assunto sério, mas evitou polemizar. Não quero tomar nenhuma medida contra o senhor. Eu ainda estou falando.

O senador reagiu e sinalizou que o próprio debate estava ridicularizado. O TCU está virando o Francenildo. Vai sobrar para o mordomo. A sua posição é ridícula, disse.

A petista critica o tribunal porque acredita que o órgão erra ao exercer suas fiscalizações sem levar em conta um decreto presidencial que determina um processo de licitações diferenciado para a Petrobras.

Leia mais sobre: CPI da Petrobras

    Leia tudo sobre: cpi da petrobras

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG