A nova líder do governo no Congresso Nacional, Ideli Salvatti (PT-SC), informou hoje que durante a sua cerimônia de posse, no Centro Cultural Banco do Brasil, foi repassado aos líderes partidários que a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff - internada desde a madrugada em São Paulo - está sem dores, medicada, reagindo bem ao tratamento. Segundo Ideli, as dores que Dilma sentiu são uma reação muito usual à quimioterapia.

Ideli disse que Dilma está sem sedativos e sem dor, mas não soube precisar quando ela sai do hospital. Questionada se a doença da ministra enfraquece a sua candidatura à Presidência da República, Ideli respondeu: "O vice- presidente José Alencar, que é especialista em oncologia, disse que está pronto e preparado para disputar pelo menos mais três eleições", comentou Ideli, afirmando que o linfoma da ministra foi extirpado e que esse é um dos tipos de câncer com mais garantia de cura.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.