Ibope/Band: sob denúncia, Richa lidera para 2010 no PR

Apesar das denúncias de utilização de recursos não contabilizados durante as eleições do ano passado, o prestígio do prefeito de Curitiba, Beto Richa (PSDB-PR), continua em alta na capital paranaense. Pesquisa realizada pelo Ibope, a pedido da Rádio BandNews, mostrou aprovação de 81% para sua administração e índices superiores a 60% na preferência do eleitorado para concorrer ao governo do Estado no próximo ano.

Agência Estado |

As denúncias são investigadas pelo Ministério Público Federal. Richa fica mais uma semana em férias na Europa.

Os pesquisadores ouviram 805 pessoas somente em Curitiba entre os dias 16 e 18, com margem de erro de 3 pontos porcentuais. Em um dos cenários estimulados pela pesquisa, Richa teria 63% das preferências, contra 14% do senador Osmar Dias (PDT) e 4% do vice-governador Orlando Pessuti (PMDB). O presidente do Instituto Ambiental do Paraná, Vitor Hugo Burko (PV) também foi incluído na pesquisa, mas não recebeu votação. Outros 13% declararam voto branco ou nulo e 6% não souberam responder.

No segundo cenário, Richa teria 65%, contra 12% da presidente do PT paranaense, Gleisi Hoffmann, que já declarou não ser candidata ao governo, 5% para Pessuti e 1% para Burko. Os brancos e nulos seriam 11%, enquanto 6% não souberam responder. Com Richa fora da disputa, o senador Alvaro Dias aparece representando o PSDB e somaria 30% das intenções de voto, com 26% para Osmar, 8% para Pessuti e 2% para Burko. Nessa situação, 23% optariam pelo branco ou nulo e 10% não souberam responder.

No último cenário, com o PDT fora da disputa (ou para apoiar o PSDB ou o PT), Dias teria 39% das preferências, Gleisi ficaria com 18%, Pessuti com 8% e Burko com 2%. Outros 22% votariam branco ou nulo e 12% não souberam responder. Entre os possíveis candidatos, Osmar é o que tem mais rejeição entre eleitores de Curitiba, com 29%, depois vem Dias, com 28%, e Richa, com 17%. Em relação à administração do prefeito, 81% aprovaram, enquanto 15% desaprovaram e 3% não souberam responder.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG