Ibope passa a medir audiência da internet em locais de trabalho

SÃO PAULO - Oito anos depois de começar a medir regularmente a audiência da internet no Brasil, o Ibope Nielsen Online divulgou neste mês seus primeiros números de audiência contando também as páginas da web visitadas no local de trabalho. Antes disso, essa medição era feita apenas com base nos acessos domiciliares. Os dados consolidaram o iG como o segundo portal de maior audiência da internet brasileira, com 21.485 milhões de visitantes únicos em maio. Esse número ainda não leva em consideração a navegação realizada de outros locais como lan houses e centros públicos de acesso.

Redação |

Para medir a audiência, o Ibope utiliza um software instalado em computadores de colaboradores para ter um painel representativo do universo de internautas. É desta maneira que são obtidos dados que detalham o comportamento dos usuários. Além da audiência, são obtidos dados sobre os hábitos de consumo e usabilidade na internet.

Juntamente com o início do monitoramento da navegação da internet no local de trabalho, o Ibope ampliou o número de pessoas que fazem parte de seu painel de usuários. A quantidade de participantes passa de cerca de 6 mil pessoas para 14.562 em maio.

"A ampliação do painel permite monitorar com mais precisão a navegação em sites da web 2.0, apresentando maior abrangência, granularidade e profundidade de informações", diz Fábia Juliasz, diretora executiva do Ibope.

Com o aumento do número de usuários monitorados, o instituto agora consegue mostrar o tráfego de sites de menor audiência. "A quantidade de sites com informações completas de audiência passa então de cerca de 600 nos meses anteriores para mais de 2.000 em abril, informou Fábia Juliasz. O número de subdomínios informados com audiência completa passa de 1.091 para 3.701.

De acordo com o Ibope, o número de pessoas com acesso à internet em casa ou no trabalho é de 44,5 milhões de pessoas. Dessas, 34,5 milhões usaram a internet em maio de 2009 em pelo menos um desses dois ambientes.

O tempo de navegação do brasileiro, considerando os dois ambientes, foi de 40 horas e 41 minutos em abril. Esse tempo mantém o Brasil na liderança também quando se junta a navegação residencial com a do trabalho, informou José Calazans, analista de mídia do Ibope.

Considerando os brasileiros de 16 anos ou mais de idade com posse de telefone fixo ou móvel, o Ibope projeta a existência de 62,3 milhões de pessoas com acesso à internet em qualquer ambiente (residências, trabalho, escolas, lan-houses, bibliotecas e telecentros).

Em 2008, o investimento publicitário na internet correspondeu a cerca de R$ 1,5 bilhão, o que representa 2,7% do total do investimento publicitário do ano passado.

Leia mais sobre: iG - internet  - audiência

    Leia tudo sobre: internet

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG