O total de casamentos de pessoas com 15 anos ou mais no Brasil aumentou 4,5% em 2008 ante o ano anterior, totalizando 936.538, informou a pesquisa de Registro Civil divulgada hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em relação a 1998, houve um aumento de 34,8% no número de casamentos. "O crescimento nos casamentos está relacionado à melhoria no acesso aos serviços de Justiça, à procura de casais para formalizarem uniões consensuais e à oferta de casamentos coletivos", diz o IBGE.

De acordo com o estudo, o total de casamentos no Brasil tem sido crescente em termos absolutos e relativos nos últimos dez anos, com destaque para o período entre 2003 e 2008, cujo aumento pode ser observado no índice de nupcialidade legal, que passou de 5,8 por mil (5,8 casamentos legais para cada mil pessoas) para 6,7 por mil.

A pesquisa mostra também que os homens e mulheres estão se casando mais tarde. No ano passado, a maior taxa de nupcialidade entre as mulheres permaneceu no grupo etário de 20 a 24 anos (29,7 por mil), que em 1998 chegava a 31,6 por mil. Já o índice de nupcialidade de mulheres mais jovens, de 15 a 19 anos (16,3 por mil), em 2008 foi significativamente inferior ao observado em 1998 (22,6 por mil). Contudo, a taxa eleva-se continuamente entre as mulheres 25 a 29 anos, nesse período, passando de 19,4 por mil para 28,4 por mil.

Já os homens tiveram índice de nupcialidade mais elevado no grupo cujas idades estão compreendidas entre 25 e 29 anos (32,7 por mil), sendo este valor mais elevado que o observado em 1998 (29,3 por mil). Para todos os grupos de homens, a partir de 25 anos, as taxas de nupcialidade aumentaram com o passar dos anos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.