IBGE indica as 12 cidades mais influentes do Brasil

BRASÍLIA - Foi divulgado nesta sexta-feira, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o estudo ¿Regiões de Influência das Cidades 2007¿. O relatório apresenta as doze cidades mais influentes do Brasil. São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília são as mais influentes. Esta é a quarta edição da pesquisa, que já foi realizada em 1972, 1987 e 2000.

Redação |

Acordo Ortográfico

O estudo leva em consideração a presença de grandes empresas, a oferta de ensino superior, serviços de saúde, domínios da internet e a presença dos poderes judiciário e executivo nas cidades. Manaus, Belém, Fortaleza, Recife, Salvador, Goiânia, Belo Horizonte, Curitiba e Porto Alegre são os outros municípios que estão entre os doze mais influentes.

No topo da lista, São Paulo, que concentra 40,5 do PIB Nacional e 28% da população do país, não representa apenas a capital do Estado paulista, mas todas as cidades do seu entorno. Essa avaliação é da geógrafa Evangelina Xavier Gouveia, uma das coordenadoras da pesquisa.   

Ainda de acordo com o levantamento, de 1966 até hoje, algumas cidades, especialmente nos estados de Mato Grosso, Rondônia e Tocantins, além do oeste de Amazonas e sul do Pará também apresentaram crescimento.

Dos atuais doze centros de influência, apenas Brasília e Manaus não figuravam na relação divulgada há 40 anos.

Confira os principais dados das três redes mais influentes do Brasil:

1º) São Paulo
Projeção: Estado de São Paulo, Triângulo Mineiro, Sul de Minas, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Rondônia e Acre
População: 51.020.582 (28% do total)
Participação no PIB nacional: 40,5%
PIB per capita: R$ 21,6 mil em São Paulo e R$ 14,2 mil para os outros estados do município

2º) Rio de Janeiro
Projeção:
Espírito Santo, parte do sul da Bahia e Zona da Mata mineira
População: 20.750.595 (11,3% do total)
Participação no PIB nacional: 14,4%
PIB per capita: R$ 15 mil no Rio e R$ 14,2 para os outros municípios da rede

3º) Brasília
Projeção:
oeste da Bahia, alguns municípios de Goiás e noroeste de Minas Gerais
População: 9.680.621 (2,5% do total)
Participação no PIB nacional: 6,91%
PIB per capita: R$ 25,3 mil (a maior renda per capita de todo o país)

Leia mais sobre: redes de influência

    Leia tudo sobre: inflencia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG