BRASÍLIA - Parte do carvão apreendido nos últimos dez anos pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) foi leiloado por R$ 1,8 milhão, no Pará, segundo informações do órgão. O leilão do lote de carvão que estava depositado em Marabá aconteceu nos dias 2 e 3 de julho, no mesmo município.

Três empresas arremataram cerca de 63,6 mil metros cúbicos do produto florestal. O valor total arrecadado foi de cerca de R$ 1,8 milhão, que será depositado no Fundo Estadual de Meio Ambiente (Fema). O dinheiro será aplicado em projetos destinados ao meio ambiente.

Este procedimento será adotado pelo Ibama até que todo o carvão apreendido pelo órgão nos últimos anos, que estiver em depósitos nos municípios do Estado, seja repassado à Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema).

A Secretaria e o Ibama assinaram um acordo de cooperação em 2007, em que o órgão federal se comprometeu a priorizar a doação de produtos e subprodutos florestais apreendidos em operações ao governo do Pará.

Leia mais sobre: Ibama

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.