Ibama dará parecer sobre Angra 3 até o fim de maio

Rio de Janeiro - O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) espera ter, até o fim de maio próximo, um parecer sobre a questão do licenciamento ambiental para a construção da Usina Nuclear Angra 3.

Agência Brasil |

  • Vice-presidente da Abdan defende construção de Angra 3
  • Greenpeace reafirma posição contrária à energia de fonte nuclear
  • Ministério Público quer complementação de estudo de impacto ambiental de Angra 3
  • Na última semana, o Ibama encerrou uma série de quatro audiências públicas que foram solicitadas pelo Ministério Público Federal (MPF) à Justiça. Elas foram realizadas nos municípios de Angra dos Reis, Paraty e Rio Claro, no estado do Rio, e de Ubatuba, em São Paulo.


    O diretor da Área de Licenciamento Ambiental do Ibama, Roberto Messias,  informou à Agência Brasil  que tudo o que foi dito nas audiências será considerado. Nós temos 15 dias de prazo  para receber todas as novas contribuições e opiniões. E depois vamos fechar o parecer com a área técnica.

    Roberto Messias considera prematuro afirmar que o licenciamento ambiental para a usina será concedido. Hoje, eu não posso dizer. A equipe está analisando e vai considerar tudo à luz do que foi dito nas audiências públicas. 


    As audiências públicas promovidas pelo Ibama no ano passado acabaram sendo anuladas por uma liminar obtida pelo MPF em Angra dos Reis. Elas foram realizadas nos municípios de Angra dos Reis, Paraty e Rio Claro, na Costa Verde fluminense, região que abriga a Central Nuclear Almirante Álvaro Alberto, administrada pela empresa Eletronuclear.

    Roberto Messias descartou a necessidade de novas audiências. O Ibama convocou as que julgava  necessárias e que foram solicitadas. Outros pedidos serão analisados. Mas nós achamos que a sociedade já foi bastante ouvida, concluiu.

      Leia tudo sobre: angra 3

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG