A Operação Arco de Fogo já apreendeu 7,7 metros cúbicos de madeira ilegal e aplicou cerca de R$ 20,9 milhões em multas por infrações ambientais, na sexta semana de ação no município de Paragominas, no Pará. Foram vistoriados 38 estabelecimentos, sendo que 24 são serrarias formalizadas.

Os demais foram autuadas e multadas por irregularidades.

De acordo com o coordenador do Ibama no município, Paulo Maués, a maior parte das multas foi ocasionada pelo funcionamento irregular das serrarias, venda de madeiras sem origem legal e depósito de madeira maior do que declarado nas Guias Florestais (GF's). O coordenador conta que uma das empresas vai pagar cerca de R$ 1,5 milhão por destruir floresta nativa sem autorização do órgão ambiental competente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.