Ibama acusa circo em Brasília de sumir com animais

O circo Le Cirque retirou de Brasília os animais que, na noite de sexta-feira, a Justiça autorizou apreender, segundo informações do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Policiais da Delegacia Especial de Meio Ambiente (Dema) e o Ibama foram até o circo na manhã de sábado para cumprir mandado judicial de busca e apreensão concedido pela 3.

Agência Estado |

ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Distrito Federal.

Ao chegarem ao circo, inspecionaram os recintos e constataram que os animais não estavam mais no local. Na manifestação em frente ao Congresso na tarde de sexta, integrantes do circo ainda exibiam elefante que participava dos espetáculos. Na operação conjunta da Dema e do Ibama, que contou ainda com participação do Zoológico, do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil, Patrícia Cristina Amorim, que se identificou como moradora do circo e estava no trailer do dono do Le Cirque, recebeu cópia do mandado judicial de busca e apreensão.

Além do mandado judicial da 3.ª Vara Criminal, o circo teve outras duas derrotas judiciais no início da noite de sexta. O Tribunal Regional Federal da 1.ª Região deferiu pedidos do Ibama para manter o termo de embargo e interdição do circo por falta de autorização ambiental de funcionamento e suspender a liminar que impedia o instituto de apreender os animais, alvos de maus-tratos no Le Cirque.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG