Erro foi cometido por um funcionário que cuida da liberação das macas com corpos ao Instituto Médico Legal

selo

O hospital estadual São Jorge, em Salvador, trocou os corpos de duas pacientes que morreram na quarta-feira na instituição. Segundo a assessoria de imprensa do hospital, o erro foi cometido por um funcionário que cuida da liberação das macas com corpos ao Instituto Médico Legal (IML). Ele não seguiu o protocolo de segurança de liberação, o que teria ocasionado o erro.

Os dois corpos seriam encaminhados ao IML, um deles foi liberado primeiro pela polícia, mas, com o erro, o outro é que foi primeiramente levado aos legistas. Quando o corpo já havia sido liberado, a família percebeu a troca. O hospital foi comunicado e a troca desfeita. A instituição abriu uma sindicância para apurar o caso. O funcionário apontado como culpado deve ser ouvido ainda nesta semana.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.