Acidente aconteceu em rodovia na noite desta sexta-feira quando uma carreta não copnseguiu desviar de uma fila de carros

Sete dos 11 feridos em um acidente que deixou ainda cinco mortos no Anel Rodoviário de Belo Horizonte foram liberados hoje do Hospital de Pronto-Socorro João XXIII (HPS), na capital mineira. O acidente ocorreu na noite de ontem, quando uma carreta carregada com 37 toneladas de trigo atingiu ao menos 15 veículos na rodovia.

Acidente ocorreu no Anel Rodoviário BR-262, em Belo Horizonte, Minas Gerais, e envolveu 11 veículos
AE
Acidente ocorreu no Anel Rodoviário BR-262, em Belo Horizonte, Minas Gerais, e envolveu 11 veículos
Segundo a Polícia Militar Rodoviária, a carreta trafegava em alta velocidade e, na altura de um viaduto próximo ao bairro Betânia, se deparou com uma fila de carros formada devido a um afunilamento que existe que na pista.

O motorista, identificado como Leonardo Faria, não conseguiu parar e atingiu os veículos - outra carreta e 14 carros menores, de acordo com a PM. Ainda segundo a polícia, ele teria tentado fugir do local, mas foi impedido por moradores da região e está preso.

Quatro pessoas, incluindo Ana Flávia Migliorança Gibosky, de 2 anos, morreram no local. Ela passava férias em Belo Horizonte e estava na cadeirinha apropriada, mas não resistiu à violência da colisão. Um homem chegou a ser levado de helicóptero para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

No início da tarde de ontem, quatro corpos continuavam no Instituto Médico-Legal (IML) de Belo Horizonte. Já no HPS continuavam internadas quatro pessoas, sendo que o caso mais preocupante é o de uma menina de 4 anos, internada em estado grave.

Construído na década de 1950, o Anel Rodoviário de Belo Horizonte é palco constante de acidentes. No ano passado, segundo a polícia, 39 pessoas morreram em acidentes na estrada. Os 27 quilômetros da rodovia ligam as saídas da capital mineira para o Espírito Santo, Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.