Hospital de Santos-SP é condenado a indenizar paciente

O Hospital Ana Costa, de Santos (SP), terá de indenizar o almoxarife Carlos Alberto dos Santos, de 42 anos, por danos materiais e morais. Aposentado por invalidez, Santos contraiu uma infecção hospitalar em abril de 2004 que o deixou quase cego.

Agência Estado |

A sentença do juiz da 4ª Vara Cível da cidade, Ramon Mateo Júnior, estipulou o pagamento de R$ 50 mil, valor que, corrigido, corresponde a cerca de R$ 84 mil.

A empresa em que Santos trabalhava possuía convênio com o Ana Costa Saúde, plano de saúde do hospital, onde ele foi submetido a uma complicada cirurgia para retirar um tumor do cérebro. Embora o procedimento tenha sido bem-sucedido, Santos contraiu a infecção e, ao invés de receber alta em uma semana, como previsto, passou três meses internado e mais cinco tratado em casa.

Segundo o advogado do almoxarife, Rodrigo Vallejo Marsaioli, a infecção atingiu sobretudo os pulmões e a visão dele. Santos teve meningite bacteriana, conjuntivite, ceratite (inflamação da córnea) e passou por uma traqueostomia (introdução de uma cânula no interior da traquéia). O almoxarife perdeu 50% da visão do olho esquerdo e 20% do direito e está com o senso de equilíbrio afetado, tendo certa dificuldade para se locomover.

Santos achou a reparação baixa, embora não tenha decidido ainda se recorrerá. "O que eu passei não existe valor, uma vida não tem preço", contestou. Marsaioli afirmou ter pedido à Justiça uma compensação correspondente a cem salários mínimos e que, numa ação de 2004 contra o Ana Costa, conseguiu que um casal fosse ressarcido em R$ 226 mil pela morte de um recém-nascido também infectado. A assessoria do hospital informou que o departamento jurídico estuda o caso e ainda não decidiu se recorrerá.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG