Hospital de Campanha desafoga postos de saúde em SC

SANTA CATARINA - O Hospital de Campanha (HCamp) da Força Aérea Brasileira, montado no Vale do Itajaí, vai trabalhar em parceria com a rede pública do Estado para atender as vítimas das enchentes que atingiram Santa Catarina e deixaram até agora 116 mortos. A rede pública fará a triagem dos pacientes e encaminhará os casos mais leves.

Agência Estado |

Isso desafogará os postos de saúde das cidades castigadas. A Aeronáutica, contudo, teme que os moradores da região procurem o HCamp diretamente, como ocorreu em quase todo o dia de ontem, o primeiro dia de funcionamento da unidade.

A estrutura de 9 toneladas com 40 barracas montadas em um dia não suporta atender mais de 400 pessoas diariamente. São 80 militares, 37 da área de saúde, sendo 16 médicos das especialidades de pediatria, odontologia, ginecologia, clínica médica e ortopedia. O hospital está num pátio de caminhões na BR-101, no entroncamento com a estrada que liga Itajaí a Blumenau, vizinho a bairros populosos. Ontem, atendeu 85 casos variados, de Itajaí e de outras localidades.

A estimativa da secretária de Saúde do Estado, Carmen Zanotto, é de que o HCamp possa reduzir em até 60% os casos clínicos que acabam sobrecarregando as unidades de saúde municipais. Até ontem, dez casos de suspeita de leptospirose foram notificados junto à Vigilância Epidemiológica do Estado. Esse número é desatualizado, porque as prefeituras levam um tempo para comunicar os dados à secretaria de Saúde. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

L eia também:

Leia mais sobre: chuvas em Santa Catarina 

    Leia tudo sobre: santa catarina

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG