O Instituto Central do Hospital das Clínicas (ICHC), da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), vai lançar na segunda-feira o projeto ICHC Livre do Tabaco, que proíbe o fumo dentro do hospital. Segundo a campanha, quem for flagrado fumando nas dependências do instituto poderá ser punido de acordo com o estatuto do funcionalismo público e das leis federal e estadual.

A medida também atinge as dependências externas do hospital, inclusive os jardins e as varandas.

O Instituto informou ainda que pacientes fumantes irão receber um adesivo da cor cinza na ficha, para deixar claro a médicos e enfermeiros que deve ser avaliado o grau de dependência do tabaco. O paciente poderá, então, passar por terapia de substituição da nicotina, enquanto tiver internado. Para incentivar o tratamento dos dependentes, funcionários fumantes também poderão fazer o teste de monoximetria, que mede a concentração de monóxido de carbono no corpo.

Também haverá palestra e panfletagem sobre os danos causados pelo hábito de fumar. Até as telas dos computadores do ICHC serão alteradas para a campanha: elas apresentarão mensagens alusivas ao tema. Durante os trabalhos de limpeza do hospital, os funcionários irão recolher e contar o número de "bitucas" de cigarro encontradas para uma avaliação do andamento da campanha.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.