Hospitais de Campanha já atenderam 638 pessoas no Rio de Janeiro

RIO DE JANEIRO - Nos dois primeiros dias das ações do Hospital de Campanha, das 8h de segunda-feira às 16h desta terça, a Marinha realizou 638 atendimentos, sendo 382 adultos, 256 crianças e 6 emergências e foram constatados 320 casos de dengue. Somente hoje foram realizados 412 atendimentos, sendo 242 adultos, 172 crianças e 4 emergências.

Redação com Agência Estado |

Neste quantitativo não foram computados os pacientes atendidos e redirecionados para o Hospital da Posse, por não apresentarem sintomas da doença. O tempo médio de espera para atendimento, após a chegada do paciente ao hospital, segundo a Marinha, é de, aproximadamente, 30 minutos. Entretanto, o atendimento às crianças apresenta um tempo maior de espera devido às peculiaridades características do atendimento pediátrico.

Pediatras

O déficit de pediatras no Rio para atender crianças com dengue deverá ser suprido por médicos de pelo menos sete Estados. A informação é do secretário-executivo do Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde (Conass), Jurandir Frutoso. "Nós já conversamos com todos os secretários de Saúde do País e os Estados do Rio Grande do Sul, Rondônia, Espírito Santo, Paraíba, Amazonas, Pará e Santa Catarina já informaram que devem ter disponibilidade para enviar pediatras ao Rio", informou o médico.

Ainda não está definido, no entanto, quantos médicos devem ser enviados para trabalhar nos centros de hidratação do Estado. O secretário Estadual de Saúde do Rio, Sérgio Côrtes, solicitou ajuda ao Conass e informou que precisa de 154 pediatras para poder inaugurar três novos centros de tratamento de crianças com dengue.

Leia também:

Leia mais sobre:  dengue

    Leia tudo sobre: dengue

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG