Horário de verão termina; relógios devem ser atrasados em 10 Estados

Terminou o horário de verão nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do País. Os relógios dessas localidades devem ser atrasados em uma hora.

iG São Paulo |

Getty Images
Brasileiros devem atrasar relógio
A mudança atinge dez Estados brasileiros (Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul), além do Distrito Federal.

O Ministério de Minas e Energia (MME) estima que a redução total da energia consumida nesta jornada de horário de verão seja da ordem de 0,5%, cerca de 560 Gwh (gigawatts/hora) nas regiões Sudeste e Centro-Oeste e 226 GWh na Região Sul.

Já a previsão de redução da demanda para esta edição deve ficar em 4,5% no Sudeste e no Centro-Oeste (1.900 MW) - o suficiente para abastecer uma cidade com 5 milhões de habitantes. No Sul, a previsão deve ficar em 4,7% de redução na demanda, o que representa 575 MW, uma cidade com 1,5 milhão de pessoas.

O horário de verão começou no dia 18 de outubro de 2009 e tinha como objetivo reduzir a demanda de energia elétrica nas regiões atingidas, principalmente entre as 18h e 20h.

Porém, como o atual horário de verão coincidiu com altas temperaturas, que elevaram o uso de ar-condicionado e ventiladores em escritórios e residências, é provável que a econômica de energia prevista pelo governo não aconteça.

(Com informações da Agência Estado)

    Leia tudo sobre: horário de verão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG