Horário de verão reduzirá demanda por energia em até 5%, diz ONS

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O horário de verão vai reduzir entre 4 e 5 por cento a demanda de energia elétrica no país, o que significa uma economia de 1.800 megawatts nas regiões Sudeste e Centro-Oeste e de 500 MW na região Sul, informou nesta terça-feira o presidente do Operador Nacional do Sistema (ONS), Hermes Chipp. O horário de verão começa no próximo dia 18 e vai até 21 de fevereiro.

Reuters |

De acordo com Chipp, a economia de energia no momento não é tão importante para o país, como em anos anteriores, mas contribui para o aumento de segurança do sistema.

"O importante não é a economia, mas a redução de demanda no horário de pico", disse a jornalistas durante evento de energia no Rio de Janeiro.

O Brasil tem seu parque gerador concentrado principalmente em energia hidrelétrica e o período abundante de chuvas deste ano garante pleno abastecimento. Com a sobra de energia, as usinas termelétricas não estão sendo acionadas.

(Por Denise Luna)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG