Horário de verão acaba no domingo com economia de R$4 bi ao país

SÃO PAULO (Reuters) - O horário de verão, que termina no domingo, gerou ao país economia de cerca de 4 bilhões de reais, informou nesta quinta-feira o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão. Segundo dados preliminares do Operador Nacional do Sistema (ONS), a redução da demanda por energia elétrica no horário de pico, entre 18h e 20h, foi de 2.000 megawatts (entre 4 e 5 por cento).

Reuters |

Com o fim do horário de verão, os relógios nos Estados das Regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste devem ser atrasados em uma hora.

Em nota, o Ministério de Minas e Energia disse que com a iniciativa há significativa redução na exigência de novas construções de usinas geradoras, num montante de 2.000 mw.

"Isso corresponde a investimentos evitados da ordem de 4 bilhões de reais, o que representa cerca de 50 por cento da capacidade energética adicionada anualmente ao sistema de geração de energia elétrica brasileiro", informou o ministério.

A atual edição do horário de verão começou em 19 de outubro. A prática é adotada no Brasil desde 1932 para um melhor aproveitamento da luz natural.

Os resultados finais do horário de verão devem ser divulgados na próxima reunião do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE), prevista para a 1a quinzena de março.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG