Publicidade
Publicidade - Super banner
Brasil
enhanced by Google
 

Hong Kong rejeita entrada de Gary Glitter, condenado por pedofilia

As autoridades de Hong Kong proibiram, nesta quarta-feira, a entrada em seu território do ex-astro do rock britânico Gary Glitter, que acaba de cumprir pena no Vietnã por pedofilia e foi expulso da Tailândia, informou o Ministério britânico das Relações Exteriores.

AFP |

Após cumprir pena no Vietnã, Glitter (em
foto de 2006) segue
 com futuro incerto / AP

As autoridades chinesas informaram o governo britânico que haviam proibido o pedófilo de 64 anos de ingressar em Hong Kong, após sua chegada, às 23h (12h de Brasília), acrescentou a Chancelaria.

O ex-astro do rock foi expulso pela Tailândia, nesta quarta, para Hong Kong, um dia depois de desembarcar em Bangcoc. Glitter saiu da prisão na terça-feira. Hoje, em Bangcoc, onde fez escala, ele se negou a embarcar em um avião para Londres, queixando-se de dores no peito.

Glitter, cujo nome de batismo é Paul Francis Gadd, passou dois anos e nove meses em uma prisão do Vietnã, após ter sido condenado por atos obscenos com duas meninas, na cidade turística de Vung Tau (sul do Vietnã), em 2005.

Leia mais sobre: Gary Glitter

 

Leia tudo sobre: música

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG