Honda convida Schumacher para Mundial de Superbikes

O alemão Michael Schumacher já sabe quem procurar caso queira retomar suas atividades de esportista profissional. A diretoria de competições da Honda anunciou que o heptacampeão de Fórmula 1 tem portas abertas caso queira disputar o Mundial de Superbikes pela montadora.

Agência Estado |

Atualmente, o ex-piloto da Ferrari participa esporadicamente do campeonato alemão.

"Por enquanto, ele está convicto de que o campeonato nacional é o mais adequado para ele, e ainda não pediu para correr no Mundial em 2009. Mas se ele quiser, tem uma maneira muito fácil de conseguir. Só precisa avisar para a gente", disse Carlo Fiorani, dirigente da montadora.

Schumacher sempre deixou claro que suas intenções na motovelocidade são apenas amadoras. No Alemão, ele notabilizou-se muito mais pelas quedas do que por bons resultados.

Caso mude de idéia e passe a correr profissionalmente sobre duas rodas, ele fará o caminho inverso de grandes nomes do esporte, como John Surtees, Johnny Cecotto e Eddie Lawson, todos campeões no motociclismo que migraram para o automobilismo.

O octocampeão Valentino Rossi, embora nunca tenha deixado as duas rodas, também se aventura em competições de carros, como o Mundial de Rali e a Fórmula 1, onde já testou pela Ferrari.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG