Hominídeo andava semelhante ao homem, dizem cientistas

Cientistas descobriram no norte do Quênia os rastros mais antigos de hominídeos que já caminhavam de maneira “moderna”, com postura ereta e anatomia do pé muito semelhantes às dos seres humanos atuais. Em três anos de escavações na região de Ileret, próximo ao Lago Turkana, os pesquisadores identificaram e estudaram mais de 20 pegadas humanas fossilizadas.

Agência Estado |

Eles acreditam que as marcas foram deixadas por indivíduos da espécie Homo erectus, quando caminhavam por um terreno arenoso inundado, 1,5 milhão de anos atrás.

A descoberta é mais uma peça no quebra-cabeça que tenta explicar a evolução da anatomia e da postura humana. As características das pegadas - que foram fotografadas e escaneadas digitalmente - indicam que ancestrais humanos do gênero Homo já caminhavam de forma ereta há pelo menos 1,5 milhão de anos. Seus pés e sua maneira de pisar, pelo menos, já eram essencialmente iguais à do homem moderno, apesar de o Homo sapiens só ter se desenvolvido por completo cerca de 200 mil anos atrás.

“O pé humano é nossa adaptação mais marcante”, afirmam Robin Crompton e Todd Pataky, da Universidade de Liverpool, que comentam o estudo na edição de hoje da revista Science . Segundo eles, as pegadas de Ileret são quase “indistinguíveis” das de um homem moderno. Estudos baseados em esqueletos fósseis indicam que o bipedalismo já existia entre ancestrais primatas da linhagem humana 6 milhões de anos atrás. Caminhar sobre duas pernas, porém, não é sinônimo de caminhar ereto, e muitas adaptações evolutivas ainda foram necessárias para dar ao homem a sua postura atual. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG