Homens sentem mais dificuldade após divórcio, diz psicóloga

Voltar a ser solteiro não é tão simples quanto parece. Retomar velhas amizades - ou fazer novos amigos -, descobrir o local da azaração e se aproximar de uma mulher são as novas dificuldades do recém-solteiro.

Agência Estado |

E, ao contrário do que parece, os homens têm mais dificuldades para se adaptarem ao novo estado civil.

"As mulheres costumam ter mais amigos íntimos e familiares para se abrirem. Os homens tendem a confiar apenas em suas mulheres e, quando se divorciam, se sentem perdidos em não ter com quem conversarem", conta a psicóloga americana Laurie Helgoe.

Esquecer traumas, adaptar-se à nova realidade e saber o que dizer na "hora H" são algumas das dicas da especialista. Com a experiência de personal trainer amorosa, Laurie escreveu o livro "De Volta ao Mercado - reaprendendo a namorar depois da separação" para quem acabou de terminar um longo relacionamento e se vê perdido no mundo dos solteiros.

O terapeuta sexual Oswaldo Rodrigues Junior concorda que são muitas as dificuldades a serem superadas. Ele explica que a mudança no estado civil é uma mudança de identidade social complexa. "Isso depende de tempo e de assimilação por si próprio e pelos outros à volta, que nem sempre facilitam o processo." Para quem pensa em casar logo: a readaptação é mais fácil para quem tem experiência como solteiro.

Laurie Helgoe dá quatro dicas para quem saiu traumatizado de um relacionamento: conversar com amigos sobre a tristeza e, em caso de depressão, consultar um psicanalista; se valorizar e não aumentar o sofrimento; desenvolver a auto-estima - seja relembrando os sucessos amorosos do passado, renovando o guarda roupa, indo à academia; e, por último, se divertir quando for a um encontro.

Experiência

Laurie conta que a maior dificuldade para quem saiu de um relacionamento é esquecer o passado e se abrir para o novo. "As pessoas tendem a pensar que as coisas vão acontecer da mesma forma que antes. Vale destacar que é muito importante aprender com o passado, ver o que não funcionou no relacionamento e como você pode evitar que ocorra novamente."

Humberto Maia Junior

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG