Homens que têm apneia têm mais chances de ter osteoporose, diz estudo

Avaliação realizada com 36 pacientes, 16 homens e 20 mulheres, no Ambulatório Médico de Especialidades (AME) de Interlagos, zona sul de São Paulo, indicou que homens que têm apneia têm mais risco de desenvolver osteoporose, segundo informações da Secretaria de Saúde do Estado. O levantamento receberá premiação no 19º Congresso Europeu de Pneumologia, segundo a pasta, que acontecerá em setembro na Áustria.

Agência Estado |

O estudo apontou que a parada repetida e temporária da respiração durante o sono pode provocar a osteoporose em razão da baixa oxigenação do sangue. Os pacientes, atendidos no AME entre setembro e dezembro de 2008, passaram por exames como polissonografia, densitometria óssea, peso, altura e aferição do índice de massa corpórea. O estudo deve prosseguir no ambulatório e a expectativa é avaliar cerca de 200 pacientes até 2010.

Os resultados mostraram que 55,5% dos pacientes apresentaram osteoporose ou osteopenia (diminuição da densidade mineral óssea em menor proporção que a osteoporose), sendo 56,25% dos homens e 55% das mulheres. Entre os homens houve uma relação direta entre a queda da oxigenação do sangue (hipoxemia noturna) e a diminuição de massa óssea nos pacientes. Já entre as mulheres essa correlação direta não foi observada, prevalecendo a idade como fator preponderante para a ocorrência de baixa densidade óssea do fêmur.

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG