Homens encapuzados incendeiam ônibus no Paraná

Cinco homens incendiaram um ônibus em Londrina, no norte do Paraná, no início da madrugada desta madrugada, aparentemente para protestar contra supostos maus tratos no Centro de Detenção e Ressocialização (CDR). O motorista e dois passageiros que estavam no ônibus conseguiram sair antes do incêndio e não sofreram nenhum tipo de ferimento.

Agência Estado |

Ninguém tinha sido identificado ou preso até esta tarde.

As testemunhas disseram que o ônibus foi desviado da linha habitual, que vai ao Jardim União da Vitória, na zona sul, quando chegou ao ponto final. Um homem armado e encapuzado obrigou o motorista a abrir as portas para a entrada dos comparsas e fez com que o veículo fosse levado para perto do CDR. Ali, eles mandaram que todos descessem, jogaram gasolina nos bancos e colocaram fogo.

Segundo o investigador chefe da Delegacia de Furtos e Roubos de Londrina, José Márcio Ilkiu, antes de fugirem, os homens deram panfletos em papel sulfite ao motorista pedindo que entregasse no Centro de Detenção e Ressocialização. Neles estava escrito: "Contra opreção (sic) na CDR". O diretor da unidade prisional, major Raul Vidal, disse que esse episódio não o preocupava. "É um caso de polícia, é um ato de vandalismo", afirmou. Segundo ele, nunca houve caso de maus tratos na entidade.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG