Homenagens lembram 5 anos da morte de Brizola

Familiares, antigos aliados e a classe política em geral farão homenagens no Rio Grande do Sul, no Rio de Janeiro e em Brasília a Leonel Brizola, cuja morte completa 5 anos hoje. No município gaúcho de São Borja, onde está sepultado o corpo do caudilho, está programado um ato em memória do ex-governador do Rio Grande do Sul e do Rio de Janeiro, com a presença do ministro do Trabalho, Carlos Lupi, e do presidente em exercício do PDT, Vieira da Cunha.

Agência Estado |

O deputado federal Brizola Neto (PDT-RJ), líder da legenda na Câmara, escreveu hoje em seu blog que os parentes e políticos vão fazer "uma visita de saudades ao cemitério local, onde ele repousa ao lado de minha avó, Neusa, e de João Goulart". "Vai ser também uma oportunidade de ver como é simples o jazigo onde, durante 50 anos, estiveram os restos mortais do maior brasileiro do século 20, Getúlio Vargas", afirmou o deputado.

Desde ontem, a Juventude do PDT-RS, presidida por Juliana Brizola, outra neta do homenageado, está promovendo um encontro na Câmara Municipal de São Borja para discutir os rumos do partido cinco anos após sua morte. As celebrações prosseguem amanhã, em Brasília, onde haverá sessão solene no plenário da Câmara pelos 30 anos da Carta de Lisboa e pela morte de Brizola. O Diretório Nacional do PDT também se reunirá na sede nacional do partido. A pauta prevê discussões sobre a reforma política. Ainda amanhã, o PDT do Rio de Janeiro celebra missa na Igreja de São Benedito dos Homens Pretos, no centro da capital fluminense.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG