CURITIBA - Em busca de atendimento para a mulher grávida de cinco meses, um homem roubou uma ambulância no município de Campo Largo, na Grande Curitiba.

Segundo Adriano, era horário de almoço quando sua mulher sentiu fortes dores no abdome, e o posto de saúde estava fechado. Uma ambulância em frente à unidade estava com as portas abertas e a chave na ignição. Para salvar o bebê, depois de levar a mulher na garupa da moto, e não conseguir atendimento imediato, o jovem colocou a mulher na ambulância e assumiu o volante.

"Eu fiquei desesperado porque a gente já tinha perdido um filho", disse. Os dois deixaram o município de Campo Largo e dirigiram por 10 quilômetros até o próximo posto de saúde, na capital. Durante o trajeto, Adriano disse que manteve contato com a polícia para esclarecer que não havia roubado o veículo.

Enquanto o casal seguia para o posto de saúde, policiais procuravam pela ambulancia desaparecida, que, segundo uma denúncia, havia sido usada para sequestrar uma paciente. No posto, testemunhas explicaram à polícia que tudo não passara de um ato de desespero de um pai.

Do posto de saúde de Curitiba, a mulher grávida foi encaminhada para um hospital, onde recebeu tratamento para uma infecção urinária e foi liberada. A ambulância foi encontrada mais tarde, intacta, em frente à unidade de saúde da capital.

O fato foi registrado na delegacia, e Adriano terá de responder por roubo. Apesar disso, ele diz que faria tudo de novo. "Por uma vida tomaria a mesma atitude, se fosse preciso", afirmou.

Assista ao vídeo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.