Homem que testemunhou contra máfia das vans é morto

Uma das principais testemunhas na investigação sobre a máfia das vans em São Gonçalo, Ildefonso Teixeira de Abreu, de 43 anos, foi assassinado com 11 tiros em frente à sua casa ontem. A contribuição de Abreu no inquérito ajudou a prender parte dos 42 homens supostamente envolvidos no esquema.

Agência Estado |

O delegado que investiga o caso, Fábio Barucke, titular da 74ª Delegacia de Polícia, disse hoje que vai indiciar todos os 42 acusados por homicídio.

Abreu levou tiros no rosto, nas costas e nas mãos. Ele era dono de uma cooperativa de vans, que perdeu para o vereador Edson da Silva Mota (PSL), o Mota da Copasa. Ele teria sido testemunha, segundo o delegado, por causa dessa rivalidade, mas como era réu também no processo, não teve direito à proteção policial. Barucke estima que pelo menos 50 pessoas tenham sido assassinadas em São Gonçalo em relação à máfia das vans nos últimos dez anos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG