O desempregado Danilo Rogério Fernandes, de 24 anos, foi atacado e morto por dois cães da raça pitbull no interior de uma madeireira, no final da noite de ontem, em Sorocaba, a 92 km de São Paulo. A Polícia Militar suspeita que ele tentava roubar o estabelecimento.

Fernandes pulou o muro de três metros sem saber que os cães faziam a guarda do local.

Outro rapaz que o acompanhava e que tinha ficado sobre o muro atirou pedras na tentativa de afastar os cães, sem sucesso. Ele pediu ajuda a vizinhos que também não conseguiram fazer cessar o ataque e chamaram a polícia.

De acordo com a Polícia Militar, os cães atacaram a jugular da vítima. Em seguida, os policiais tiveram de usar bombas de gás pimenta para afastar os animais do corpo do rapaz. O amigo da vítima que testemunhou o ataque já não estava no local quando a polícia chegou. Ele não foi identificado. De acordo com a Polícia Civil, Fernandes já havia cumprido pena por roubo.

O dono da madeireira, Nelson Bouzain, não pretende se desfazer dos cães que, segundo ele, são dóceis e nunca tinham atacado pessoas. De acordo com a polícia, ele não será responsabilizado pela morte do invasor, pois os cães estavam no interior da propriedade. O Ministério Público pretende investigar se os animais eram mantidos com os cuidados necessários. Em alguns países, como o Canadá, e em alguns estados americanos, a criação de pitbull é proibida por causa da agressividade do animal.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.