Iran Rodrigues do Nascimento, de 42 anos, protagonizou uma tragédia na noite de ontem, no bairro de Águas Compridas, no município metropolitano de Olinda (PE). Ele matou a facadas a filha Rafaela, de cinco meses, e feriu a mulher, Edna Arlinda da Paz Ramos, de 40 anos, e o enteado Artur, de 11.

A violência teria sido motivada pela separação do casal.

Edna rompeu com o companheiro na semana passada e não admitia retorno. Ele reapareceu na noite de ontem dizendo que queria ver a filha. Iran, que se encontra em situação estável na Unidade de Trauma do Hospital da Restauração (HR), no Recife, só não foi linchado pela comunidade revoltada, porque policiais militares impediram. Ele é ex-presidiário e está sob custódia da polícia civil.

Todos os feridos foram levados primeiramente à Policlínica Amaury de Medeiros, na Campina do Barreto, bairro da zona norte do Recife, e em seguida, transferidos para o Hospital da Restauração. A criança morreu logo depois de dar entrada na emergência. Edna foi submetida a cirurgia e também se encontra em estado estável, de acordo com o boletim divulgado hoje à tarde pelo hospital. O menino recebeu alta ainda ainda ontem.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.